Notice: Undefined index: HTTP_ACCEPT_LANGUAGE in D:\Web\Dualtec-STD\relacionais\relacionais.org.br\www\index.php on line 49  Relacionais » Notícias
Call us toll free: +55 11 3063 2464
Top notch Multipurpose WordPress Theme!
Call us toll free: +55 11 3063 2464

Terceiro bloco de formação: Advocacy para bibliotecas, com Adriana Ferrari

by admin in Notícias Comments: 0

c7baf0c7-3e33-42ce-86f3-ab705dedb5a3Veja os depoimentos dos participantes do Tô na Rede Pernambuco sobre a formação dada por Adriana Ferrari nos dias 31 de agosto e 01 de setembro. A facilitadora é a atual presidente da FEBAB (Federação Brasileira de Associações de Bibliotecários) e viajou ao Estado a convite do Tô na Rede para falar sobre Advocacy para bibliotecas e Agenda 2030 da ONU. 

Leia mais…

Julho no Relacionais

by admin in Notícias Comments: 0

Julho foi muito especial para o trabalho do Relacionais com bibliotecas.

Temos muitas novidades do projeto Tô na Rede e seus parceiros para compartilhar com vocês:

 

 

 

      Tô na Rede PE: Formação

 

2 Começam as formações do projeto em Pernambuco! No último mês a turma teve aula com nossas diretoras
Daniela Greeb e Vanessa Labigalini, sobre Ética e Cidadania, e com a atriz Erica Faria, sobre Reconhecimento

de talentos. Confira as fotos dos dois blocos de formação. 

 

Conheça um pouco mais sobre as facilitadoras dos próximos módulos. 

 

Leia mais…

Conheça as facilitadoras do Tô na Rede – PE

by admin in Notícias Comments: 0

Já começaram as formações do Tô na Rede em Pernambuco. Na primeira semana de julho (06 e 07) as diretoras do Instituto de Políticas Relacionais, Daniela Greeb e Vanessa Labigalini, ministraram as aulas do primeiro módulo: Ética e Cidadania. Ao todo, serão seis blocos de formação. O próximo, 27 e 28 de julho, é para Reconhecimento de Talentos e será ministrado por Erica Faria. Nos dois dias seguintes a turma aprenderá sobre Advocacy (defesa) para bibliotecas, com Adriana Ferrari. No final de setembro, Veridiana Negrini e Martha Lemos farão o trabalho de Mapeamento Local. No mês seguinte, o tema é TIC: leitura crítica do uso da comunicação. E para finalizar, Daniela e Vanessa voltam, entre 28 a 30 de novembro com o Plano Anual de Atividades e a Agenda 2030. A programação está tão completa que originalmente tínhamos 60 vagas, mas a procura dos funcionários das bibliotecas pernambucanas foi tanta que aumentamos para 80!

Conheça um pouco mais sobre as facilitadoras dos próximos módulos:

 

 Erica Rodrigues Erica Faria

Bailarina de formação Clássica e Contemporânea, com cursos realizados na “School for New Dance” em Amsterdam e no “CND Ménagerrie de Vere”, em Paris. É a professora responsável pela parte de danças contemporâneas na escola da Nau de Ícaros, grupo onde também atua cenicamente, tendo participado dos espetáculo “O Pallácio Não Acorda”, “Quase Uma”, “Sob O céu”, “O Circo”, “NauHumoricos”, “Animaação”, “O casamento de Lina”, “El gran Circo Carnaval”, “E agora?” e os mais recentes “Fronteiras” e “Cidade dos Sonhos”.

Adriana Ferrari Adriana Ferrari

Bibliotecária, com especialização pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas em Sistemas de Informação e MBA em Gestão da Qualidade pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. É a atual presidente da FEBAB (Federação Brasileira de Associações, Bibliotecários, Cientistas da Informação e Instituições). Idealizou e coordenou o projeto da Biblioteca de São Paulo que, desde 2010, vem se consolidando como referência nacional em promoção de leitura. Coordenou vários eventos nacionais e internacionais e proferiu palestras, cursos e conferências no Brasil e exterior.

Veridiana Negrini Veridiana Negrini

Graduada em Ciências Sociais pela PUC-SP, tem experiência em gestão de projetos, com ênfase em cultura e direitos humanos, políticas públicas, participação social, cidadania cultural, acesso a informação e promoção da leitura. Recebeu o prêmio Tuxaua pela articulação em rede. Atuou como coordenadora-geral do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas da Diretoria do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas, do Ministério da Cultura, e é membro do International Network of Emerging Library Innovations Program da IBEROAMERICA, patrocinado pela Bill& Melinda Gates Foundation. Hoje é gerente de projetos no Instituto de Políticas Relacionais.

Martha Lemos Martha Lemos

Psicóloga, atriz e arte educadora, especializada em psicodrama, atua nas áreas clínica, organizacional, educacional e institucional: atendimento individual e em grupo, desenvolvimento e treinamento de equipes, facilitação de trabalho de grupo, assessoria no terceiro setor, eventos culturais socioeducativos em escolas, equipamentos culturais e organizações do terceiro setor. É também diretora e atriz em Teatro Espontâneo nos Grupo Gota D’água e Trupe Encenarte. Recentemente coordenou a área pedagógica do Programa Jovem Monitor Cultural do Instituto Pólis em parceria com a Prefeitura de São Paulo.

Isis Lima Soares Isis Lima Soares

Atua com políticas públicas e projetos sociais desde 2004, em especial no que diz respeito à criação e execução de mecanismos de articulação e formação, visando a efetivação dos direitos humanos. Trabalhou em diferentes projetos no âmbito governamental e não-governamental, inclusive com movimentos sociais. Executa desde a concepção e execução de pesquisas de campo até a elaboração de metodologias que assegurem a participação social. No que tange ao tema leitura crítica dos meios de comunicação atua no Projeto Cala-boca já morreu – porque nós também temos o que dizer!, organização não-governamental do campo da educomunicação que visa assegurar o direito à comunicação e à produção coletiva de mídia.

Daniela Greeb Daniela Greeb

Assistente Social pela PUC-SP e sociopsicodramatista pela Role Playing Pesquisa e Aplicação. Além de vários projetos de pesquisa, Daniela gerenciou projetos e programas sociais e culturais com diversos parceiros, entre eles a Petrobras, a cidade de São Paulo, o Estado de São Paulo, o Governo Federal, o Le Monde Diplomatique Brasil, a UNESCO e a o Programa de Desenvolvimento da ONU. É epecialista em gestão de projetos sociais e culturais, mobilização de recursos e prestação de contas. Hoje atua como Diretora Geral do Instituto de Políticas Relacionais, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que realiza projetos em diversas áreas, voltados para os direitos humanos.

 

Vanessa Labigalini Vanessa Labigalini

Assistente Social pela PUC-SP, sociopsicodramatista pela Role Playing Pesquisa e Aplicação e radialista com experiência em variados programas de TV e rádio. Hoje atua como Diretora de Projetos e Comunicação no Instituto de Políticas Relacionais. Vanessa trabalhou como diretora e produtora de televisão e rádio durante vários anos, dirigiu o programa “A Descoberta do Mundo”, entre outros. Também coordenou programas e oficinas de role playing na cidade de São Paulo e foi responsável pela organização de 180 espaços que foram desenvolvidos para intercâmbios na área. Hoje é Diretora de Projetos e Comunicação do Instituto de Políticas Relacionais, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que realiza projetos em diversas áreas, voltados para os direitos humanos.

Mob Pernambuco

by admin in Notícias Comments: 0

Projeto “Tô na Rede” moderniza biblioteca pública


(fonte: Informativo do Departamento Municipal de Cultura de São João da Boa Vista)

No último dia 23 de março foi assinado pela prefeitura o Termo de Parceria com o Instituto de Políticas Relacionais (IPR), que insere São João no projeto “Tô na Rede”, voltado à modernização de bibliotecas públicas.

Está previsto um trabalho de capacitação com funcionários da biblioteca, gestores culturais e líderes comunitários, com a duração de seis meses. O projeto também pretende melhorar a estrutura do local com equipamentos (computador, datashow, e-book, câmera) e todo um aparato para divulgação das atividades. O cronograma prevê a realização de um levantamento junto ao público, para identificar o modelo de biblioteca desejado pela população.

“A biblioteca do século 21 tem que ser um espaço de convivência onde a pessoa pode fazer o seu currículo para arrumar emprego, elaborar projetos, roda de leitura e até apresentação artística. A leitura tem que ser através de livros ou pela internet. Então, a tecnologia tem que estar a favor da população”, explica Daniela Greeb.

A Biblioteca Municipal Jaçanã Altair, instalada no Centro Cultural Pagu, terá parte do acervo transferida para os galpões da antiga Ceagesp, onde está sendo construído o Parque Urbano Municipal Espaço Jovem Osmar Garcia, no bairro São Benedito. O local será definido como Unidade I. Já a outra parcela do acervo permanecerá no Centro Cultural, programado para ser a Unidade II, tendo como serviço principal a consulta de periódicos.

É oficial: começou o Tô na Rede Pernambuco!


Confira as fotos do nosso dia ontem em Recife! Passamos por lá para realizar o encontro de validação do TÔ NA REDE em Pernambuco.

Contamos com a presença de Murilo Cavalcanti, Secretário de Segurança Pública da cidade, Lucia Roberta, da Secretaria de Educação de Pernambuco, Silvana Meireles, da Secretaria Estadual de Cultura. Além da Coordenadora do Sistema Municipal de Bibliotecas, Teresa Cristina Marinho, de representantes da Ebrasil, do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas e de diversas bibliotecas da região.

Falamos um pouco mais sobre o trabalho que estamos fazendo desde o ano passado e já começar a aquecer pro encontro Mobiliza Recife e Pernambuco – Empreendedorismo Social e Cultural, do dia 23 de maio.

 

Foi linda nossa Conversa no Quintal – Empoderamento Feminino!


Obrigada a todos que participaram aqui no nosso quintal e pelo live stream aí de casa. Nossa discussão foi da origem da palavra “empoderamento” (um termo que uns amam e outros odeiam), passou pelos machismos nossos de cada dia, como amamentação em público e assédio no metrô, e intitucionalizados, como de partidos políticos, até os 35 gêneros catalogados pela ONU recentemente, um bandeira pela representatividade. Além disso, falamos do tornar-se mulher e da sororidade.

Essa conversa é milenar, mas extremamente atual. Como prometido, atualizamos e celebramos nossas conquistas.

Fique de olho nas próximas edições! Logo faremos uma enquete pública para decidir o tema.

Confira como foi a primeira Conversa no Quintal

by admin in Notícias Comments: 0

 

 

16807340_1437269326343315_7567365158763976968_n

Nesta quarta, 15 de fevereiro, ocorreu a primeira edição do Conversa no Quintal, realizada pelo Instituto de Políticas Relacionais. Com um clima descontraído, o encontro, que acontecerá mensalmente, visa discutir assuntos atuais e relevantes. Este primeiro pegou o gancho do Carnaval e questionou: “Essa rua é nossa?”. Vanessa Labigalini, Diretora de Comunicação e Projetos do Relacionais, fez uma fala de abertura, contou um pouco sobre a organização e instigou o debate sobre a utilização dos espaços públicos.

Um dos convidados, Estêvão Romane, diretor do Rua Livre, começou lembrando que “o carnaval de rua foi um grande catalizador da ocupação dos espaços públicos”. Ainda sobre o Carnaval, Felipe Levignatti, Diretor Executivo da Liquid Media Laab, levantou a questão do medo da privatização dos blocos e Selene Cunha, Assessora de Comunicação do Museu Lasar Segall, lembrou que este ano alguns blocos tiveram que desfilar em lugares fechados, o que contradiz o propósito do carnaval de rua.

Carolina Guido, da startup Urb-i completou e explicou que o que aconteceu foi a “ressignificação do espaço”, ou seja, as pessoas passaram a ver a rua como local de lazer. “Ela precisa ser apropriada pelos cidadãos e não só mais uma via pela qual você passa de vez em quando”, disse. Segundo Carolina, a ocupação é importante para que a rua se torne um local funcional de fomento à cultura e que, acima de tudo, que facilitam a vida do cidadão.

Por outro lado, questionado sobre a privatização de equipamentos e serviços públicos proposta pela nova prefeitura de São Paulo, o representante da Prefeitura Regional de Pinheiros, Aluísio Júnior, defendeu que o que está sendo incentivado é a concessão a empresas privadas e a doação de serviços. “Nada mais justo que as empresas e grandes fornecedores devolvam um pouco do crescimento proporcionado pelos equipamentos públicos aos seus negócios”, afirma citando exemplos de empresas esportivas com interesse em investir em parques e ciclofaixas.

Ao fim os convidados concordaram que falta um toque mais humano nessa cidade cheia de muros. É preciso apreciar o que está à nossa volta, caminhar mais, utilizar a bicicleta e o transporte público que nos permitem reparar melhor no meio onde vivemos, interagir com as pessoas, criar laços culturais e viver a diversidade. Saíram todos com a vontade de mudar a realidade descrita por Mathias Wolff, mediador de conflitos: “A rua é sua até a hora que você sai do carro”.

Confira o debate na íntegra no facebook e fique de olho nas próximas edições.

 

Retrospectiva Relacionais: Tô na Rede


2016 foi um ano muito especial para o Tô na Rede. Crescemos muito, conhecemos pessoas incríveis, aprendemos coisas novas e expandimos nossos horizontes!

Leia mais…

Retrospectiva Relacionais: Bravo!


Em agosto de 2016 a revista Bravo! fez seu retorno oficial! Agora editada por um grupo de jornalistas e criadores independentes, a revista parte da perspectiva de que tanto as mutações da arte como as do jornalismo têm de ser repensadas com coragem e com desconfiança das velhas certezas.

Leia mais…